|       |  

Notícias

Previous Next

Mosteiro e Capela da Misericórdia de Arouca recebem o Dia Internacional dos Monumentos e Sítios

No passado sábado, dia 18 de abril, celebrou-se o Dia Internacional dos Monumentos e Sítios, sob o tema Conhecer, Explorar, Partilhar.

A Real Irmandade da Rainha Santa Mafalda, contando com diversos parceiros (Paróquia de Arouca; Santa Casa da Misericórdia; Câmara Municipal de Arouca; Escola de Música da Banda Musical de Arouca; Coro de Câmara de São João da Madeira; Departamento de Ciências e Técnicas do Património - Faculdade de Letras/Universidade do Porto; Direção Geral do Património Cultural), associou-se a estas comemorações, pelo segundo ano consecutivo, contando com a coordenação científica do Professor Doutor Manuel Joaquim Moreira da Rocha e a colaboração do Dr. Ivo Brandão.

A iniciativa decorreu ao longo da manhã no Mosteiro de Santa Maria de Arouca (Monumento Nacional desde 1910), onde o Professor Doutor Manuel Joaquim Moreira da Rocha deu a conhecer, aos participantes, a história da extinta unidade monástica cisterciense e revelou o significado e função das formas arquitetónicas e artísticas da igreja conventual, culminando esta atividade com um concerto de Órgão Ibérico pelas mãos do organista titular, Nicolas Roger, interpretando peças do século XVII e XVIII. Da parte da tarde o Professor Doutor Manuel Joaquim Moreira da Rocha, procedeu à visita explicativa dos restantes espaços conventuais, sendo acompanhado por músicos e alunos da Banda Musical de Arouca, que no claustro, na cozinha e na sala do capítulo deram vida ao mosteiro através da música, contribuindo indelevelmente para sentir o espaço arquitetónico e as vivências de séculos nele encerradas. De seguida os participantes foram convidados a conhecer a Capela da Misericórdia (Imóvel de Interesse Público desde 1959), onde após algumas explicações de História da Arte, feitas pela Drª Sofia Vechina, Magda Brandão deu voz ao lamento de Verónica, numa clara alusão à secular procissão dos Fogaréus.

O encerramento fez-se no coro do Mosteiro de Arouca, numa ação denominada “Dialogo das Artes – uma experiência sensorial”, com a explicação iconográfica e artística desse espaço, feita pelo Dr. Carlos Brito, seguida de concerto de Órgão Ibérico (Nicolas Roger) e voz (Coro de Câmara de São João da Madeira).

A iniciativa pretendeu sensibilizar os cidadãos para a diversidade e vulnerabilidade do legado artístico, bem como para o esforço envolvido na sua proteção e valorização e contou com a participação de pessoas provenientes de Alcobaça, Arouca, Aveiro, Castelo de Paiva, Porto, etc.

Foto de Manuel Marques

Contactos

Largo de Santa Mafalda
Apartado 103 | 4540 - 108 Arouca

  • dummy(+) 351 256 943 321

  • dummy(+) 351 256 943 321

  • dummy rirsma@rirsma.pt

  • dummy museu@rirsma.pt