|       |  

Notícias

Projetos de Gravação no Órgão do Mosteiro de Arouca

O Órgão Ibérico do Mosteiro de Arouca, datado de 1743, é um instrumento de elevado valor artístico e musical no contexto patrimonial português. Foi construído por Dom Manuel Bento Gomes Ferreira, natural de Valhadolid, residente em Lisboa, autor de outros instrumentos de grande relevância nacional, como, por exemplo, o órgão da Capela da Universidade de Coimbra. Destaca-se pela monumentalidade, expressão artística e variedade de recursos tímbricos, com 1352 vozes e 24 registos.

Restaurado, em 2009, pelo organeiro Gerhard Grenzing encontra-se em excelente estado de conservação e funcionamento, tendo, ao longo dos últimos anos, sido várias vezes requisitado para concertos e gravações musicais. Serve ainda de motivo para uma escola de música de Órgão Ibérico, da responsabilidade do organista titular do Mosteiro de Arouca, Nicolas Roger. Das gravações realizadas neste Órgão resultou, no dia 22 de fevereiro de 2014, um concerto de lançamento do CD de Música Ibérica dos Séculos XVI e XVII, do organista Rui Paiva, professor e diretor da Academia de Música de Santa Cecília (Lisboa).


(In 57 Newsletter da Charte des Abbayes et Sites Cisterciens d'Europe)

Contactos

Largo de Santa Mafalda
Apartado 103 | 4540 - 108 Arouca

  • dummy(+) 351 256 943 321

  • dummy(+) 351 256 943 321

  • dummy rirsma@rirsma.pt

  • dummy museu@rirsma.pt